4 de mar de 2009

Voltei!



Voltei no último domingo. E até agora não tinha escrito um pouco por falta de tempo, um pouco por não saber por onde começar. Fiquei somente dez dias, mas parece que fiquei mais de um mês fora. Foi muito intenso. Uma das experiências, senão A experiência mais forte e bonita que eu já vivi.

Fui para um retiro de Meditação Vipassana. É um retiro de dez dias de meditação contínua, meditamos o dia todo, parando apenas para comer, tomar banho, etc. Dez dias em nobre silencio, sem contato nenhum nem com o mundo externo nem com os outros meditadores, somente em contato comigo mesma.

Muita coisa foi trabalhada. Coisas atuais que eu já sabia que tinham que ser resolvidas, coisas que eu nem fazia idéia. Me vieram imagens de infancia, me vieram imagens de pessoas com quem eu nem sabia que tinha coisas a resolver, mas tinha... Todo momento, tudo era um aprendizado. Durante dez dias, nada passou em branco. Se aparecia um animal no meu quarto, era algo que eu tinha que trabalhar em mim (isso dava um texto a parte: a convivência amigável e "tranquila" que tive que aprender a ter com sapos, aranhas e outros!). Se o banheiro estava cheio na hora que eu queria tomar banho, mais um trabalho. Se um mosquito me picava, outro. Nada era por acaso. A relação com a comida. A relação com a vaidade. A relação com a natureza. Com o desconforto, com a dor. Com pessoas diferentes de mim. Com a falta de recursos. E, obviamente, com a fala, ou a falta dela. Tudo foi um grande aprendizado.

Saí de lá me sentindo leve, feliz! Saí de lá me sentindo resolvida. Agora surge um novo desafio: de volta a vida de sempre, colocar em prática tudo o que foi trabalhado por alí. Esse é o meu objetivo. Vamos ver até onde consigo chegar!

Namaste!

2 comentários:

Fernanda R. Lima disse...

Nossa que experiencia transformadora!

Obrigada por compartilhar conosco esses momentos tão importantes.

Vou colocar a intenção para fazer esse retiro ainda esse ano.

Bjo

Namaste

Mariana Akamine disse...

Faça mesmo, Fê!!!

Vale muito a pena! E quando você for, não deixa de contar pra gente também!

Beijão!