21 de jan de 2010

União

Ontem conversando com uma aluna falamos sobre como o ser humano vê e faz tudo de forma fragmentada. Há a hora de trabalhar, a hora de se divertir, e (vejam só!) a hora de cuidar de sí. "Passo o dia trabalhando, mas, uma hora por dia vou para a academia e cuido de mim". Será que isso não deveria soar estranho para os nossos ouvidos? A mim soa. Mas sei que é um pensamento bem comum. Então, pergunto a essa pessoa: Será que você é mesmo tão pouco importante, a ponto de só merecer uma hora do seu dia?

E por que tem que ser tudo separado? Por que não pode trabalhar se divertindo? Por que não pode cuidar de si enquanto trabalha, ou enquanto se diverte? Não se trata tanto de mudar os seus hábitos, mas de mudar a maneira de ver as coisas. É possível se divertir sim no trabalho, porque há muitas, infinitas maneiras de alguém se divertir. Um pequeno momento na sua rotina, visto com outros olhos, pode fazer você abrir um grande sorriso no meio de tante gente séria, e o sorriso contagia, tornando todo o ambiente mais prazeiroso.

Cuidar de sí não pode ser só num momento especifico. Porque o nosso corpo não funciona assim. nosso corpo, nossa mente e nossa alma não funcionam somente 1 hora por dia. Então como fazer? Largar tudo e passar o dia na aula de yoga? Ou na academia?? Na massagem? Claro que não! Mas talvez observando a sua postura enquanto trabalha em vez de fazer isso só quando o professor de yoga te corrige. Praticando yamas e nyamas, agindo assim de forma ética com você e com os outros. Fazendo o possivel para estragar menos o meio ambiente. e, principalmente, observando a própria mente para sairmos dos padrões de comportamento que tanto nos afetam, e agirmos de forma diferente, aprendendo e nos transformando com os próprios erros.

Deixar de fragmentar tudo na vida, e começar a agir entendendo que nosso corpo, nossa mente e nosso espírito, e tudo isso junto com as pessoas e o ambiente onde vivemos, são uma coisa só. Isso significa agir com coerência.

A prática de yoga nos ajuda nesse caminho. Não é a toa que simplificadamente traduzimos yoga como UNIÃO. Essa é a palavra fundamental para a nossa saúde e a saúde do mundo em que vivemos.

Namaste!

6 comentários:

kika disse...

por isso que eu te amo, mari.

cri-cri disse...

oii, olha eu tbm escrevo um blog. estou começando e eu amaria se vc podesse me ajudar a divulgar o meu blog. Postasse no seu, enviasse pra amigos e tal. com certeza farei o mesmo por vc. qual quer coisa entre em contato. email e msn: lipstick_eu@hotmail.com blog: love-cricri.blogspot.com espero q goste do meu blog, seria uma honra se vc entrase pra ler.

cri-cri disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Risko disse...

Bom blog e continuacao de boas postagens.

Deste ja te convido a visitares, comentares e seguires- Altitude1995.blogspot.com

Força nessas postagens!
abraço

sissa disse...

Acabei de achar seu blog e logo de cara um texto tão bacana! Favoritos já!

Fernanda R. Lima disse...

Amei esse post Mari ;-)

Beijocas!