17 de mar de 2010

Vida


Tem um baralhinho que eu adoro, acho que se chama "palavra de criança". de vez em quando gosto de tirar uma carta aleatória, e sempre o que vem tem muito a ver com o momento. Gostei tanto do que estava escrito na carta de ontem que resolvi compartilhá-la aqui:


" Vida é que nem um presente embrulhado num papel colorido. Tem gente que guarda o presente pra abrir depois, mas isso é muito sem graça. Legal mesmo é fazer aquela festa, rasgar o papel e abrir o presente... no presente!"


Namaste!

2 comentários:

Lu Gomes disse...

Concordo mais que plenamente!

coisas de frozina disse...

Amei e assino embaixo!!
Beijos