25 de out de 2010

Nada pessoal!



Ontem, em plena tarde de domingo, vi uma mulher xingar um motorista de ônibus após ser cortada por ele. Ela fazia muitos gestos raivosos com as mãos e gritava bastante. Pra quem via de fora, com os vidros fechados e uma tranquilidade dominical como a que eu estava, a cena ficou até engraçada. Mas por que se deixar dominar por tanta raiva, por um motivo tão pequeno?

BKS Iyengar, no livro "Luz na vida", fala que isso se deve ao fato de levarmos tudo para o lado pessoal. Acreditamos que tudo é com a gente, pra gente, pela gente. Então, quando alguém corta uma pessoa no trânsito, ela logo fica extremamente ofendida: " Como ele pode fazer isso COMIGO?". E a verdade é que seja qual foi o motivo que fez o motorista do ônibus fazer o que fez, seja porque estava distraído, porque era folgado ou porque simplesmente dirige mal, seguramente nada tinha a ver com aquela mulher, e todos aqueles xingamentos não chegaram à ele, só fizeram com que ela ficasse nervosa a estressada um pleno domingo.

Se um aluno deixa de vir às nossas aulas, nossa mente já começa a analisar tudo que podemos ter feito de errado, porque ele parou de frequentar as MINHAS aulas, ele não gosta de MIM, EU devo ter falado algo, ou feito algo. Até pode ser verdade. Se erramos, que sirva para fazermos diferente da próxima vez. Se simplesmente não "bateu o santo", acontece, não podemos agradar a todos. Mas, muito provavelmente, não foi nada disso. Porque essa pessoa tem a vida dela, e milhões de motivos para ter que deixar de vir as aulas, que não tem nada a ver com a gente.

" Por que ele não falou direito comigo?" "Por que ela não me ligou?" "Porque eu não consegui aquele trabalho?".Alguns até chegam ao extremo de levar a questão para o lado espiritual:" Por que Deus está fazendo isso comigo?"

Em todos esses exemplos, o ego coloca minhocas na cabeça, e leva a um sofrimento desnecessário. Gera depressão, brigas, violência, seja em situações pequenas do cotidiano ou em questões maiores da sociedade. E pode ser difícil para nós, seres egóicos, admitirmos, mas verdade é que na maioria dos casos, não é nada pessoal. E quando conseguimos encarar dessa forma, a vida fica bem mais leve e gostosa!

Namaste!

6 comentários:

Fernanda R. Lima disse...

A verdadeira liberdade acontece quando nos livramos do pensamento EU e MEU. Esse é o maior aprendizado de todos. Como diz um mestre budista:

"If you want to be happy, let go of your opinions"

Beijos e saudades

Mariana Akamine Bergamasco disse...

Saudades de você também, querida!

coisas de frozina disse...

Não lembro qual filósofo disse que o segredo do sucesso ele não conhece, mas o segredo do fracasso é querer agradar a todos...
Adorei o apê novo, querida!
beijão

Luciana Gomes disse...

Adorei a foto! Tudo a ver.
O título então, perfeito!
O trânsito é um mundo a parte...
As pessoas realmente se transformam. Algumas poucas para observadoras passivas e umas muitas para o pato Donalds.

Mario Cassettari disse...

Somos fruto de nossos encontros.
Somos um só
somos motoristas de ônibus, professores de yoga, agricultores, cineastas, taxistas, negros, brancos, ruivos, pais, bandidos e policiais.
saudades...
Namaste

Mariana Akamine Bergamasco disse...

Saudades de você também Mario! Muito obrigada pelo inspirado comentário!