1 de abr de 2011

Anatomia do Yoga - parte 2 : O esqueleto humano ( ossos)


Por Luiz Turisco

O esqueleto humano tem como função principal sustentar e dar forma ao corpo, mas também proteger determinados órgãos vitais, como, por exemplo, o cérebro, que é protegido pelo crânio, e também os pulmões e o coração, que são protegidos pelas costelas e pelo esterno.

Os ossos do corpo humano variam de formato e tamanho, sendo o maior deles o fêmur, que fica na coxa, e o menor o estribo que fica dentro do ouvido médio.

É nos ossos que se prendem os músculos, por intermédio dos tendões.

O esqueleto feminino difere um pouco do masculino, como, por exemplo, na pélvis, cujo formato favorece a saída de um bebê do ventre da mãe.

Fazem parte também do esqueleto humano, além dos ossos, os tendões, ligamentos e as cartilagens.

Funções em geral dos ossos incluem sustentação do corpo, locomoção, Proteção dos órgãos vitais (como o coração, pulmão e encéfalo), produção de células sanguíneas e reserva de cálcio.

Através do impacto causado pelos saltos nas aulas de iyengar yoga para afastar ou aproximar os pés, há uma melhor absorção do cálcio pelo ossos melhorando a densidade óssea , evitando algumas doenças como a osteoporose por exemplo.

Os Asanas de abertura no inicio da prática têm o objetivo de alinhar os principais ossos e articulações do corpo garantindo uma simetria saudável para em seguida realizar os asanas propostos em aula.

Exemplo: Supta padangustasana I com o cinto posicionado na região do calcâneo, faz com que as articulações do tornozelo, joelho e coxofemoral alinhem-se proporcionando um encaixe adequado, protegendo e lubrificando essas articulações que vão ser movimentadas na pratica dos asanas.

O osso é uma estrutura encontrada apenas nos animais vertebrados, formado por um tipo de tecido conjuntivo (tecido ósseo). É caracterizado por uma matriz extracelular endurecida pela presença de compostos de cálcio em suas estruturas.

O conjunto dos ossos de um animal é o esqueleto, que sustenta o corpo e servem de apoio para os músculos, permitindo assim o movimento.

Os ossos também possuem relação com o metabolismo do cálcio, e a medula óssea está relacionada com a formação das células do sangue.

O estudo dos ossos chama-se osteologia.

Doenças dos ossos:

Os ossos, ou o próprio esqueleto humano, podem apresentar diversas patologias e estão suscetíveis a lesões. As mais comuns são os traumas e as doenças degenerativas como escoliose, lordose, cifose, ou a perda de minerais conhecida como osteoporose.

Artrose

É o desgaste da cartilagem articular por traumas, pelo envelhecimento natural ou doençãs. Ela é uma doença articular degenerativa, também conhecida como osteoartrose, osteoartrite, artrite degenerativa, é uma doença reumática que incide principalmente nas articulações dos joelhos, coluna, quadril, mãos e dedos.

 Curiosidades:

• Os ossos já estão presentes desde as primeiras semanas de vida no útero materno e ficam completamente formados por volta dos 25 anos de idade.Mas a parada do crescimento é na adolescência, quando entram os hormônios da puberdade.

• Os bebês nascem com estruturas entre alguns ossos do crânio, chamadas fontanelas, popularmente chamadas "moleiras". São estruturas frágeis que com o passar dos anos tendem a desaparecer. Existem para permitir a passagem do bebê pelo canal vaginal no parto e crescimento do encéfalo.

• Enquanto o esqueleto de um indivíduo adulto é formado geralmente por 206 ossos, o de um recém nascido tem 270.  Entretanto, uma pequena porção da população humana tem um ou mais ossos extras, por exemplo: costela supranumerária cervical. Ou a ausência de um ou mais ossos, exemplo: esterno (ausência congênita).

Um comentário:

Fabi disse...

Quando pensamos em auto-conhecimento nos remetemos a questões ligadas à mente e ao espírito. Tão importante quanto, é conhecermos de fato, em sua concepção anatômica, nosso corpo. Corpo, Mente e Alma, todos agradecem. Valeu irmão. Grande sacada e missão nos ensinar parte de quem somos nós. Um beijo. Fabiane