12 de jul de 2010

Sem obstáculos!!

Essa que vos fala em ardha matsyendrasana

Nesse feriado fui pra Ribeirão Preto, interior de São Paulo, na casa de uma amiga querida, também praticante e professora de yoga, a Fabi (http://www.minutoyoga.blogspot.com/).  Sábado de manhã acordamos e fizemos uma caminhada até um parque próximo da sua casa, um parque lindo por sinal, com duas cachoeiras no meio da cidade. Havíamos dormido as 4 da manhã no dia anterior ( sim, somos praticantes de yoga que gostam de uma baladinha de vez em quando e acham perfeitamente possível unir as duas coisas de forma saudável!), por isso acordamos tarde e na hora que chegamos no parque o sol já estava a pino. Mesmo assim, resolvemos estender as nossas esteiras e começamos uma prática de ásanas.

Optamos por flexões e torções. Várias, e com longas permanências. Essas vieram naturalmente: fazia um tempinho que eu não fazia uma prática tão fluida, orgânica e presente!Mas o interessante de tudo isso foi que tudo no momento ia contra a nossa prática. O sol estava realmente forte, por volta de 30 graus, e as duas pitonas sempre foram bem intolerantes ao calor. Havia um montão de gente correndo, jogando bola ou simplesmente passando. E como já falei, havíamos ido dormir tarde, o que sempre me desestabiliza um pouco. Mas estávamos tão presentes, que nada disso nos abalou. E foi uma prática com ásanas fortes, mas tranquila, falávamos, comentávamos, sem nenhuma rigidez. Com direito a sessão de fotinhos no final e tudo. Só quando terminou nos demos conta da qualidade do que havíamos feito!

E então começaram a chegar as conclusões: primeiro, o poder das flexões e torções para esfriar o corpo. E o quanto um ásana bem escolhido pode ser benéfico para as circunstâncias em que nos encontramos. Depois, comecei a refletir sobre o quanto nos colocamos obstáculos o tempo todo. O tempo, o lugar, as pessoas, o corpo, o momento... BKS Iyengar diz, acho que no "Luz na vida", que somos pessoas adaptáveis as meio ambiente em que nos encontramos, mas que nos dias atuais aprendemos a adaptar o ambiente a nós: aquecedores, ar condicionado, etc... O que vivemos no sábado foi nos adaptarmos ao ambiente com a ajuda da prática de ásanas. E de forma leve e descontraída, estivemos totalmente presentes mesmo com todas as distrações. Nenhum obstáculo foi um obstáculo, porque estávamos presentes em nós mesmas!

 Fabisbela em upavista konasana
Boa semana a todos!

Namaste!

8 de jul de 2010

Algumas pequenas considerações...

.

Faz muito tempo que não escrevo nesse blog. E, ainda assim, vire e mexe aparece algum seguidor novo. Então, em consideração a essas pessoas que começaram a acessar o "Algo sobre yoga" há pouco tempo, queria dizer que esse blog é assim mesmo! Já tive algumas pausas desde que ele foi criado. A verdade é que gosto de escrever quando me vem a inspiração. Tem um monte de coisas na vida que temos que fazer porque temos, faz parte. Eu, graças a deus, acho que a minha lista de coisas assim é até pequena. Escrever é um prazer, mas para que siga sendo um prazer, as vezes tenho que tirar umas feriazinhas... Então, dou as boas vindas a todos que leem o blog de vez em quando, e que tem paciência de esperar quando a autora aqui tá com pouca vontade de dividir as coisas...

Namaste!!